Anterior


2018 Ano do Discipulado

04/01/2018

Anterior

Próxima


Ser ou não ser discipulado? Eis a questão!

04/01/2018

Próxima
04/01/2018
Você é um discípulo?
Por: Pr. José Mario

Você é um discípulo? De quem?

Olha o que Jesus disse para os seus:

‘‘Em verdade, em verdade vos digo que aquele que crê em mim fará também as obras que eu faço e outras maiores fará, porque eu vou para junto do Pai’’(João 14.12).

Jesus fez esta promessa aos seus discípulos na noite em que foi traído, antes de ir com eles para o Getsêmani, durante o jantar em que instituiu a Ceia. O Senhor falou que iria para o Pai preparar lugar para os discípulos (João 14.1-4), e em seguida explicou como eles chegariam lá (14.5-6). Respondendo ao pedido de Filipe para que lhes mostrasse o Pai, Jesus explica que Ele está de tal forma unido ao Pai, que vê-lo é ver o Pai (14.7-9). E como prova de que Ele está no Pai e o Pai está nEle, Jesus aponta para as obras que realizou (14.10-11). Em seguida, faz esta promessa: “aquele que crê em mim fará também as obras que eu faço e outras maiores fará, porque eu vou para junto do Pai” (14.12).

3 Características de um discípulo:

1 - Comprometimento com a Missão do seu líder 

Só será capaz de fazer algo grande ou até mesmo maior, o discípulo que se compromete com a Missão de seu discipulador.

2 - Fidelidade ao Líder 

Judas era um discípulo infiel, por esse motivo ele traiu Jesus. Durante os preparativos da Ceia da Páscoa, que seria realizada pelos apóstolos, o Evangelho de São Marcos relata: “Ao cair da tarde, Jesus chegou com os Doze”. “Enquanto estavam à mesa comendo, Jesus disse: Eu garanto, um de vocês vai me trair.” “É alguém que come comigo”. Os discípulos começaram a ficar tristes e, um depois do outro, perguntaram a Jesus: “Será que sou eu? Jesus lhes disse: É um dos doze. É aquele que põe comigo a mão no prato.” (Marcos 14: 17-18-19-20).

Não basta sentar a mesa e colocar a mão no prato, tem que ser Fiel!

3 - Amor ao Líder 

Só alguém que ama o líder pode dar continuidade ao seu ministério. Os versículos de João 21, que contam essa conversa entre Jesus e Pedro, fazem um jogo entre dois verbos: “fileo” e “agapao”, ambos normalmente traduzidos para o português como "amar". Sabemos que na língua grega, mesmo se todos os dois verbos têm o significado de amor, sintetizam níveis diferentes. Fileo é amizade, enquanto que agapao é amor profundo, que se doa, o verdadeiro amor cristão.

Vejamos esquematicamente o que acontece no texto mencionado (coloco os verbos gregos transliterados no infinitivo), no diálogo entre Jesus e Pedro:

Primeira vez (João 21,15): Pedro tu agapao a mim? Sim, eu fileo a ti!

Segunda vez (João 21,16): Pedro tu agapao a mim? Sim, eu fileo a ti!

Terceira vez (João 21,17): Pedro tu fileo a mim? Sim, eu fileo a ti!

É evidente que Jesus perguntava se Pedro o amava com amor verdadeiro e o discípulo dizia, resumindo, que era seu amigo.

João quer mostrar, com esse jogo de palavras que se perde nas traduções em português, que o discípulo de Cristo é chamado a viver o amor verdadeiro, que se doa completamente, como o amor de Cristo que se doou na cruz por todos nós.

Bem vindo ao ANO DO DISCIPULADO!










visite nossa igreja

R. Wilhelm Cristian Kleme, 41 - Tijuca
Teresópolis - Rj - 25975-550
Tel: (21) 3641-5142

  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
Newsletter

Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.